Neste Blog, o Dr. Paulo Branco irá publicar matérias sobre as suas especialidades, além de responder duvidas e interagir com seus leitores e pacientes.
Fique sempre atualizado para saber das melhores e mais inovadoras técnicas para desenvolver seu bem estar e qualidade de vida.
Envie suas dúvidas e perguntas para: paulobrancoprocto@gmail.com

Youtube - Dr. Paulo Branco

Youtube - Série especial de vídeos

sábado, 5 de outubro de 2013

Cirurgia da hemorroida: Laser c/ ligadura elástica, grampeador ou THD?


Hemorroida: laser c/sem ligadura elástica, Grampeador ou Ultrassom?
Proctologista: Dr. Paulo Branco














































Agendamento:

Vila Nova Conceição:
Fátima: 11 – 38467973 / 78317380






















Lapa:
Mônica: 36728943 / 986663281






















Cirurgia da hemorroida:
Apesar das várias modalidades e formas de tratamentos existentes para as hemorroidas nos seus diferentes graus, a cirurgia parece ter o melhor resultado para a forma mais avançada desta patologia. O bom resultado do tratamento cirúrgico  parece ter uma relação direta com uma indicação criteriosa e bem feita, uma técnica adequada para cada caso, a menos agressiva possível e uma boa orientação quanto aos cuidados comportamentais e nutricionais pós-operatórios. É fundamental que o cirurgião proctologista tenha um conhecimento adequado da fisiopatologia e das várias formas de apresentação clínica da doença, domínio sobre as modalidades de terapias não cirúrgicas, esteja familiarizado com a anatomia da região anorretal, preparo e habilidade técnica aliados a uma grande experiência.
Atualmente, calcula-se que 10% a 20% dos portadores de hemorroidas sintomáticas, sejam beneficiados com o tratamento cirúrgico, sendo que a maioria dos pacientes, 80% a 90% sejam tratados adequadamente pelas formas não cirúrgicas, como medidas clinicas, alterações comportamentais, mudanças nos hábitos alimentares, ligadura elástica, isoladamente ou associados ao tratamento cirúrgico.


Ilustração: Hemoroidas 





















Técnicas cirúrgicas:
As hemorroidas com indicação de tratamento cirúrgico, são as externas, que não responderam ao tratamento clinico e as internas de quarto grau, essas são formadas por um componente interno, mucoso, ponto de origem do vaso hemorroidário responsável pela formação da hemorroida e um componente externo formado por pele. Essa pele incomoda muitos pacientes pela dificuldade de higiene, irritabilidade, coceira, dermatite e para alguns, altera a estética da pele perianal.
Conclusão: A técnica cirúrgica ideal será aquela que trata os dois componentes da hemorroida de quarto grau. O mucoso, que é formado por um coxim, que contem no seu interior, vasos, nervos, tecido conjuntivo ou areolar que fica congesto, intumescido e inflamado que poderá da sangramento, ardência, dor e sensação de peso anal e a pele, pelinha ou plicoma, fonte de reclamação e descontentamento de muitos pacientes, principalmente as mulheres.


Técnicas:

Ilustração: Entenda a classificação das hemorroidas.









-     





              PPH ( Grampeador ) e THD ( Desarterilizacão)
Acho que estas técnicas tem a sua melhor indicação para coibir o sangramento causado pelas hemorroida de II e III grau e na correção do prolapso pequeno e médio  característicos das hemorroidas de III grau. Nas hemorroidas de grau IV, essas técnicas que resolvem essencialmente a congestão dos plexos varicosos, sangramento e prolapsos menores, deixam inalterados as pelinhas externas ou plicomas presentes nas hemorroidas de IV grau e ao contrario do que muitos autores referem essas pelinhas geram sintomas aos pacientes. Eu já tratei de pacientes  que se sentiram desconfortáveis com a presença da pele em si, e pela dificuldade de higiene que poderá gerar  coceira, dermatite, dificuldade de higiene e eu tive de tira-las com o laser sob anestesia local. 


 THD:
















PPH: Grampeador
















Grampos após seccao da mucosa
















Pelinhas: Não sao retiradas pelo THD e PPH.











- Ligadura Elástica + Retirada dos plicomas com laser:
Indicacao: Hemorroidas de IV grau:
Tenho usado simultaneamente a ligadura elástica para tratar o componente mucoso e o laser para retirar as pelinhas ou plicomas sob anestesia local.
Importante para a sua compreensão:  Na minha experiência a ligadura elástica trata o sangramento, diminui de forma acentuda o prolapso, saída da hemorroida e o volume das pelinhas, facilitando com isso a retirada destas com o laser.    



Seqüência: Ligadura elástica até a retirada das pelinhas com o lasrer.





Associada ao laser:

Laser: Retirar as pelinhas.


Conclusão: 
Acho que as hemorroidas que poderão ser tratadas com grampeador e guiada por Ultrassom, poderão ser tratadas pela ligadura elástica, que é um procedimento simples, que eu faço na minha clinica, sem necessidade de internação, anestesia e com um custo inigualável, se comparado ao PPH e THD.  As hemorroidas grau IV, que tem as pelinhas fora, não são tratadas por estas técnicas, que eu retiro com o laser. Acho que é como transformar um procedimento ou tratamento simples, que poderá ser realizado na clinica em complexo e realizado somente a nível hospitalar e portanto de alto custo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário