Neste Blog, o Dr. Paulo Branco irá publicar matérias sobre as suas especialidades, além de responder duvidas e interagir com seus leitores e pacientes.
Fique sempre atualizado para saber das melhores e mais inovadoras técnicas para desenvolver seu bem estar e qualidade de vida.
Envie suas dúvidas e perguntas para: paulobrancoprocto@gmail.com

Youtube - Dr. Paulo Branco

Youtube - Série especial de vídeos

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Cirurgia proctologica: Uma analise critica das formas de tratamento


Cirurgia  Proctologica:  Analise critica leia e conclua qual o melhor procedimento para o seu caso.

Proctologista: Dr Paulo Branco
O Dr Paulo Branco faz uma analise critica e comparativa entre os procedimentos cirúrgicos e não cirúrgicos com a finalidade de faze-lo entender o porque da sua prioridade pelos  procedimentos mas simples para tratar as afecções proctologicas. Na minha experiência o principal medo que levou os meus pacientes a retardarem qualquer forma de tratamento das doenças proctologicas foi a fama da recuperação, principalmente das cirurgias. É importante que os pacientes entendam que esse medo só beneficia a doença como as hemorroidas por exemplo que poderão ser tratadas na fase inicial por procedimentos pouco agressivos.

Comentário: Ao longo dos anos realizando as cirurgias procotologicas semanalmente aprendi que há uma relação direta entre o bom resultado e a simplicidade do procedimento que eu escolhido como forma de tratamento para aquele caso.  

1- HPV:
- HPV Anal: Pomadas ou cirurgia?
Pomadas:
No meu dia a dia no consultório pude atestar, comprovar e entender o quanto os gays e praticantes do sexo anal passivo valorizam em muito a função e a estética anal e os heterossexuais não toleram os efeitos colaterais e o tempo de tratamento com as pomadas, razão pela qual eu não prescrevo as pomadas como forma de tratamento único para pacientes com  múltiplas verrugas e com verrugas dentro do canal anal e reto. Outra experiência muito desagradável que vive foi o grande numero de pacientes que vem a minha clinica com verrugas dentro do reto tratados com pomadas que na minha opinião são difíceis de serem destruídas, leia a estatística abaixo. Se você ler a orientação sobre a forma de usar essas pomadas verá que as mesmas deverão ser usadas de preferencia para as verrugas externas, em numero menores. Recebo estes pacientes e imediatamente realizo uma endoscopia da parte interna do canal anal para detectar e comprovar o insucesso das pomadas para as verrugas intraretais. Acredito que as pomadas poderão ter bom resultado no tratamento das verrugas isoladas e presentes na pele fora do ânus ou associada a cirurgia.   
Comentário: Estudos recentes em pacientes tratadas com pomadas concluíram uma taxa de erradicação das verrugas de 50% e uma recorrência de até 91%.

Cirurgia: As verrugas representam o sintoma do vírus HPV que esta escondido na camada profunda da pele na sua forma assintomática. Eu retiro essas verrugas da pele perianal e mucosa retal com o laser sob anestesia local. Oriento um estilo de vida saudável, evitando ao máximo o estresse que diminui a resistência do organismo contra o vírus  e prescrevo medicamentos que melhoram  a sua resistência contra o vírus e a vacina para diminuir a replicação viral o que diminui a recidiva da doença. A cirurgia tem um resultado imediato para a retirada das verrugas dentro e fora do reto enquanto as pomadas são usadas de uma a duas vezes por dia durante três a quatro dias consecutivos por semanas o que poderá representar muito tempo para alguns pacientes que estão com o seu psicológico muito comprometido.  

Comentário: Muitos pacientes orientados pelos seus médicos chegam a minha clinica para retirar as verrugas com o laser e referindo terem realizado o tratamento com pomadas por muito tempo e as verrugas não desapareceram. A analise clinica do local geralmente revela uma pele machucada, endurecida  e com as verrugas. Acho que para as verrugas múltiplas a retirada cirúrgica é a melhor opção pois o tratamento com as pomadas acaba sendo muito dispendioso e demanda muito tempo.

A Boa noticia: Colposcopia
As mulheres são bem informadas pela mídia e médicos de como diagnosticar, tratar e acompanhar o HPV de colo uterino o que não ocorre com o HPV anal para o qual os pacientes estão totalmente desinformados sendo submetidos tão somente a retirada das verrugas e a sentença do tempo de espera pelo seu reaparecimento. Os nossos pacientes realizam a endoscopia e o exame de Papanicolau para detectar o vírus dentro da pele na fase latente ou assintomática e tentar o tratamento nesta fase da doença antes de virar uma verruga que representa a fase clinica da doença.

Comentário: Entenda de uma forma pratica que a colposcopia poderá detectar o hpv nas células da camada profunda da pele chamada epiderme  e ai destruilos impedindo que o vírus comece a multiplicar as células da epiderme que iram se acumular na superfície da pele formando as verrugas. Então o tratamento das verrugas resolverá a contaminação da superfície e não destruirá os vírus da camada profunda o que justifica os altos índices de retorno ou recidiva da doença.

Associação: Cirurgia x pomadas x medicamentos orais x vacina
Apos a cicatrização dos locais de retirada das verrugas tenho indicado pomadas que dão aos seus anticorpos a chamada memoria imunológica, é como ensinar os seus anticorpos a reconhecer os vírus e destruí-los.
Observação: Nunca use pomada se houverem feridas abertas, nunca.

Pomadas que tenho associado a cirurgia com o laser:
Cuidado: Pelos efeitos colaterais só use essas pomadas como complemento da cirurgia e sob orientação de um medico que tenha experiência no tratamento do HPV.

Indico pomadas que estimulam o sistema imunológico contra o vírus:  
Inibem a replicação ou multiplicação das células epidérmicas e desta maneira impedem a proliferação dos vírus que estão dentro destas células e assim protegendo as células não infectadas;
 - Ação imunoestimulante por estimular os seus anticorpos a destruir os vírus;
- Estimula o seu sistema imunológico por aumentar a produção do interferon;
- Estimula a produção de citocinas ( interleucinas, alfa 1 interferon e fator de necrose tumoral) que inibem a replicação viral diminuindo e com isso a carga viral;
- Estimula os anticorpos ou linfócitos TCD4/TCD8 e com isso ativa a sua resposta imunológica mediada por células e determina a migração destes anticorpos ativados até o local onde estão as células que contem os vírus, destruindo estas células, ,e o que se chama de MEMORIA IMUNOLOGICA.

Vacina: Esta liberada e tem a finalidade de diminuir a replicação viral. E importante você saber que a vacina não trata as verrugas.
resultado geralmente é bom e os pacientes retornam mensalmente para um controle.



2- Hemorroidas: E qual a melhor técnica para o seu caso?
Ligadura elástica: Usa anéis de borracha 
Cirurgia a laser
THD: Usa o Ultrassom
 PPH: Usa grampos
- Tratamento clinico:
Inúmeros tratamentos clínicos são empregados e o proctologista deverá escolher o melhor para o seu caso. O tratamento clinico geralmente estará indicado para os pacientes com sintomatologia discreta com grandes períodos de acalmia ou assintomáticos.

- Tratamento cirúrgico:
Os princípios básicos para o tratamento cirúrgico das hemorroidas são:
- Que a hemorroida seja sintomática;
- Retirada dos mamilos, hemorroidas ou vasos exuberantes;
- Retirada dos plicomas ou pele que formam as saliências fora da abertura anal. Essa pele incomoda profundamente muitos pacientes que algumas vezes eu tive de retiralas com o laser;
- Técnicas cirúrgicas refinadas: Para hemorroidas muito avançadas o bom resultado tem uma relação direta com a associação de técnicas cirúrgicas para que as complicações ( Dor, sangramento, estreitamento e incontinência) sejam evitadas.  
Comentário: Apesar de existirem varias formas e modalidades de tratamento para as hemorroidas  a cirurgia é o único capaz de promover a erradicação de forma permanente de todo o tecido hemorroidário.

Classificação e tratamento:
De uma forma pratica e para facilitar o seu entendimento vou descrevendo o grau da hemorroida e tratamento indicado na minha clinica:

3- Fistulas:
Fistulotomia x fistulectomia x cola
4- Fissura Anal:
Pomada x Botox x esfincterotomia
5- Cisto Pilonidal:
Aberta x fechada
6- Dor anal em queimação:
Pomadas tradicionais x fisioterapia  

Nenhum comentário:

Postar um comentário