Neste Blog, o Dr. Paulo Branco irá publicar matérias sobre as suas especialidades, além de responder duvidas e interagir com seus leitores e pacientes.
Fique sempre atualizado para saber das melhores e mais inovadoras técnicas para desenvolver seu bem estar e qualidade de vida.
Envie suas dúvidas e perguntas para: paulobrancoprocto@gmail.com

Youtube - Dr. Paulo Branco

Youtube - Série especial de vídeos

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Proctologista: Síndrome Intestino Irritável


Síndrome do Intestino Irritável: Depois da gastrite é a afecção mas freqüente na minha clinica.


Proctologia: Síndrome do intestino irritável
É juntamente com a gastrite a afecção diagnosticada com maior frequência no meu consultório. É uma doença urbana de evolução crônica, que afeta mas as mulheres, sendo  caracterizada por surtos de recorrências e com participação na grande maioria dos casos da ansiedade, depressão, estresse e síndrome bipolar.

Causa:
A causa exata é desconhecida o que se comprovou é que há uma hipersensibilidade aumentada da musculatura do intestinai delgado e grosso a estímulos externos como o estresse por exemplo.

SII x Qualidade de vida:
Essa síndrome compromete profundamente e de forma global a qualidade de vida dos pacientes por serem os seus sintomas intensos, recorrentes e algumas vezes de longa duração capaz de modificar o bem-estar no trabalho, nas relações sociais, lazer, sono e atividade sexual.


Quadro clinico:
Dor abdominal em cólica
Distensão abdominal por gases
Intestino: Obstipação e/ou diarreia.
Depressão
Ansiedade
Insônia
Náuseas
Eructação: Eliminação de gases pela via oral
Frequência e urgência urinaria aumentadas
Dispareonia: Dor durante a relação sexual, referida pelas mulheres

Comentário: Dr Paulo Branco
Os portadores da SII tem uma possibilidade de associação de 40% a 80% com outras afeções que também cursam com baixa da serotoninacomo a depressão, enxaqueca e fibromialgia.
Exame clinico:
Ausculta: Ruídos intestinais aumentados pelos gases.
Palpação: Os pacientes geralmente referem dor, principalmente no lado esquerdo do abdômen, que se apresenta um pouco distendido pelo excesso de gases.
Informação: Gases
Pacientes com essa síndrome nao produzem mas gases que pessoas normais, mas esse aumente decorre das alterações motoras ou de contração da musculatura do intestino delgado e grosso que esta diminuída nao tendo forca de propulcao para eliminar esses gases.


Exames complementares:
Recomendados pela sociedade britânica de gastronterologia, são eles:
Hemograma completo
Pesquisa de sangue oculto nas fezes:Rastreamento de tumor
Hormônios tireoidianos: 3% apresentam alterações da tireoide
VHS/PCR: Marcadores de inflamação 
Teste de tolerância a lactose: Para os casos suspeitos de intolerância a lactose ( Açúcar do leite)
Parasitológico de fezes
Para os casos com diarreia: Cultura das fezes com antibiograma
Sangue: Albumina, Cálcio, Vit.B12 e ferritina
Colonoscopia ou capsula endoscópica: Para pacientes com idade superior a 50 anos ou historia familiar de câncer de intestino grosso
Manometria anorretal: Estuda a pressão dos músculos responsáveis pela continência anal e deverá ser solicitada para os pacientes constipados, tendinite anal ( dor as evacuações )e fissura anal.
Exames de imagem: A Ultrassonografia e Tomografia tem indicação para o diagnostico de doenças associadas.



Conclusão: Dr Paulo Branco
Pacientes jovens com idade inferior a 45 anos, sem historia na família de doenças do colón ou outra suspeita de doença especifica eu geralmente confirmo o diagnostico clinicamente e nao solicito exames complementares. Estudos americanos verificaram que na maioria dos pacientes os exames apresentavam resultados semelhantes aos encontrados em estudos populacionais, e portanto nao obrigatórios na investigação diagnostica.

Tratamento:
Estratégia para ser adotada:
- Boa relação com o paciente
- Avaliação clinica geral
- Motivar o paciente para o tratamento
- Compreensão e esclarecimento para os resultados e limites dos recursos disponíveis para o tratamento

Estilo de vida e comportamentos:           
Atividade física: As atividades físicas aeróbicas praticadas regularmente, como a caminhada, libera endorfinas que são analgésicas e relaxantes. Para melhorar a depressão e estresse os treinamentos de relaxamento muscular progressivo, os exercícios de concentração como a yoga e a meditação transcendental são bem vindas para um equilíbrio da afetividade.

Dieta:
Importante: Mastigar bem, comer devagar e a cada 3 horas são comportamentos cruciais para evitar a formação de gases.
Deveram ser evitados:
- Aumentam a produção dos gases intestinais: Feijão, lentilha, couve, repolho e maçã.
- Aumentam as crises: Fumo, tomate, álcool, chocolate, bebidas gasosas, açúcares, goma de mascar e menta.
- Evite: Os alimentos que contem lactose, sorbitol ( presente nos adoçantes em produtos dietéticos, ameixas, pêssego, pera, maçã e chocolate) e frutose.
- Fibras: O seu excesso em alguns pacientes poderá piorar a distensão abdominal pelo aumento na produção dos gases e cólicas.

Medicamentos:
- SII com Diarréia: poderá ser controlada por medicamentos que diminui a produção de secreções pela mucosa colorretal e ao mesmo tempo aumenta a pressão do musculo esfíncter anal.
- SII com Obstipação: Usamos laxantes que aumentam o volume do bolo fecal associados a medicamentos elevadores da serotonina que atuam sobre a motilidade intestinal, favorecendo o seu esvaziamento
Elevadores da serotonina intestinal
Antiespasmódicos: Melhoram as cólicas
- Antidepressivos e ansiolíticos
- Psicoterapia de apoio

Nenhum comentário:

Postar um comentário